Aceitar-se como é; eis uma prova de autoamor

Quantos de nós vive o passado e o futuro no hoje, sem aceitar o presente que chega a cada manhã? Quantas vezes discutimos intimamente, não aceitando quem somos, criando fantasias e expectativas que não correspondem ao nosso jeito de ser, por desejar ser outra pessoa?

Acolhimento

Criamos muito sofrimento para nós próprios quando não nos aceitamos. Aceitar-se significa "acolher o seu ser". E, receber com amorosidade esse que o acompanha diariamente em sua jornada, é a melhor maneira de experimentar a serenidade e a alegria. Podemos até concordar que precisamos nos melhorar em vários aspectos, sejam esses físicos, psicológicos, emocionais, intelectuais, morais, entre outros, mas, acolhê-lo é a maior demonstração de autoamor e resignação que podemos experienciar. 

A partir dessa aceitação, recebemos com ternura nossas fraquezas e virtudes, compreendendo que cada um de nós só entrega ao outro o que possui. Aceitando nossa condição atual, entendemos que temos limites, assim, como aqueles com quem convivemos. A autoaceitação nos ajuda a olhar o outro com mais fraternidade e compaixão. 

Motivação

Mas, entendamos que isto não significa estagnar, se conformar, parar na senda da evolução. Conhecendo nossas limitações, se torna muito mais fácil realizar as mudanças que precisamos. 

Para que isto aconteça, precisamos focar em nosso presente, motivando-nos a dar pequenos passos a cada dia para o alcance do que desejamos para o nosso futuro. No passado guardamos nossas lembranças, como um reflexo do que fomos ontem. Ao futuro reservamos as nossas melhores escolhas, sem medo de realizar o que desejamos, pois, lembraremos que estaremos dando o melhor de nós naquele momento.

Cabe-nos: nos amar mais, nos perdoar mais, torcer mais pela nossa felicidade, simplificar mais os nossos problemas e comemorar mais as nossas conquistas, pois, não há vitória que seja pequena! Nós precisamos "querer" mais, ao invés de "ter" que. Aceitar-se é também querer, desejar, sonhar e não ser obrigado a.....

O presente

E será no hoje que tudo pode acontecer. Um novo pensamento, uma transformação, um amor correspondido, um sonho realizado, uma mudança de vida, um presente recebido que nos faça perceber o quanto aceitar pode nos ajudar a aprovar quem e como somos. Não precisamos lutar contra quem somos, o que podemos fazer é, pensar o que queremos de melhor para nós, e seguir em frente. Cada dia com a sua lição e aprendizado. 

Ao passado  nossa gratidão pelo que aprendemos. Faça uma lista mental do que lembra que aprendeu nos últimos anos de sua vida. Tudo pelo qual passou, como reagiu, o que somou ao hoje? Ao futuro, nossas expectativas, para que saibamos contemplar com serenidade o que precisa chegar. Tudo o que necessitamos aprender ainda, que venha a seu tempo e na intensidade que couber em nosso coração. Relacione em sua mente o que deseja mais intimamente, imagine-se nessa situação e acredite na lei da atração. E ao presente, nosso agradecimento mais terno pela possibilidade de viver e aceitar o nosso ser no hoje, entendendo que cada um tem suas características e história, como espírito que é.

Lembre-se: está em nossas mãos o acolhimento do amor para conosco e para com aqueles que caminham nessa mesma estrada. Exercite a autoaceitação, compreendendo-se um ser único e maravilhoso que a cada novo dia tem a oportunidade de transformar a sua vida e seu jeito de ser.

Você se permite ser?

Hoje quando você acordou, o que fez ao abrir os seus olhos? Deu-se um tempo para refletir sobre algum sonho que teve?  Parou alguns instantes para planejar, mentalmente, o seu dia? Ainda deitado, enquanto começava…

Como anda o seu sentimento de pertencimento? Sente-se inteiro no espaço que convive?

Pertencer a um espaço, a uma comunidade, a um ambiente com suas culturas e hábitos, é algo primordial para o indivíduo se tornar mais confiante e seguro em suas ações. E, muito mais que isto,…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *